Não volte a ser enganado! 3 Provas infalíveis para ter a certeza se a sua canela é verdadeira ou falsa!


Ultimamente tem chegado a muitas lojas um produto importado da China que não é necessariamente o mesmo que conhecemos à séculos, trata-se da canela.

Esta espécie é extraída da casca interior da árvore Cinnamomum. Antes costumava ser um produto muito valioso, raro e caro, mas hoje já está ao alcance de todos, inclusive já há vários países exportam.

Hoje mostraremos três provas para identificar se a canela que comprou é verdadeira e não uma adulteração importada da China, que pode causar danos ao nosso corpo.

1. Lugar de produção

Originalmente, a canela provem de países como Egito, Sri Lanka, Índia, Madagascar, Brasil ou o Caribe. A falsa vem da China, Indonésia ou Vietnã.

2. Cor e sabor

A verdadeira canela tem uma cor avermelhada clara ou castanho claro e o seu sabor é intenso, memorável e mais suave do que o da falsa, a qual tem uma cor avermelhada intensa ou castanho escuro, e um sabor forte e picante.

3. Cumarina

Esta é a principal diferença entre a canela original e a falsa. A cumarina é um anticoagulante e seu uso excessivo pode causar complicações graves de saúde. A canela autêntica contém aproximadamente 0,017 g/kg, enquanto outros tipos de canela contêm entre 2,15 e 6,97 g/kg de cumarina.

Por último

Quando vai comprar canela, preste atenção se é orgânica, se a embalagem diz que sua procedência é Cinnamomum Verum ou canela de Ceilán (ceilão) e veja se as ramas/pontas estão enroladas em círculos.

Conte-nos que outro conselho poderíamos pôr em prática para identificar a canela verdadeira da falsa.


Segue a nossa página de facebook:



Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *